mídia
Com ampliação de fábrica, Cimed prevê crescimento de 30% para 2° semestre
22 ago '16

Produção de vitamínicos vai chegar a 120 milhões de comprimidos/mês até fim do ano.

Com a inauguração da nova estrutura da Nutracom, empresa do Grupo Cimed responsável pela produção de Lavitan, linha de polivitamínicos líder em unidades vendidas no Brasil, a produção de vitamínicos da fábrica deve crescer 30% até o fim do ano, 6% a mais que o registrado no primeiro semestre de 2016.

A nova área conta agora com 2.000 m² (a área total da planta da Cimed em Pouso Alegre é de 107 mil m²) e capacidade produtiva de 120 milhões de comprimidos/mês. O investimento total para a ampliação da fábrica foi de R$ 5 milhões.

“Lavitan tem hoje a maior representatividade de faturamento do Grupo Cimed, com 10% do volume fabricado no parque fabril. Esta ampliação é de extrema importância para a marca, pois vai possibilitar o dobro de produção de comprimidos/mês, atingindo 120 milhões de unidades até o fim do ano”, diz João Adibe, presidente do Grupo Cimed. A capacidade produtiva atual é de 55 milhões.

O novo espaço foi inaugurado hoje pela manhã em Pouso Alegre e contou com a participação do piloto Felipe Massa, embaixador de Lavitan. “Tenho muito orgulho de representar Lavitan. A Cimed é uma das marcas que mais investem no Brasil, principalmente quando falamos de esporte. Estou muito feliz em fazer parte disso tudo”.

Com mais de 10 anos de mercado, Lavitan conta atualmente com 15 apresentações, incluindo a linha Mais e produtos específicos para os cuidados com cabelos (Lavitan Hair), pele (Lavitan Beauty) e ossos (Lavitan Cálcio +D). Até o fim do ano, seis novos produtos deverão ser lançados.

Os suplementos Lavitan são desenvolvidos com fórmulas balanceadas, que visam repor e regular os níveis das vitaminas e minerais do organismo, atendendo as mais diversas necessidades nutricionais de acordo com a idade, o sexo e o objetivo de cada um.

Também estiveram presentes na inauguração o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pouso Alegre, Alexandre Fleming Serolli, o médico Geraldo Cunha, os professores Phytágoras de Alencar Olivotti e Ana Francisco Bertocin, do curso de Fármacia da Univás, e representantes da Vigilância Sanitária, da Cemig, do Exército e das polícias Civil e Ambiental.

Fonte: Grupo Cimed

+ MÍDIA