notícias
A Academia em festa
11 set '18

Foto: reprodução

Os 81 anos da Academia de Ciências Farmacêuticas do Brasil/Academia Nacional de Farmácia foram comemorados em bela solenidade no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, no último dia 10 de agosto. O evento contou com cerca de 130 profissionais do setor da saúde, homenageados e familiares, acadêmicos, apoiadores e mantenedores da entidade.

A solenidade contou com a palestra magna “A mutidisciplinaridade e as expectativas possíveis e improváveis na saúde”, proferida pelo Dr. Rubens Belfort Junior. “A medicina está cada vez mais avançada e as pessoas exigindo cada vez mais. Logo vão existir medicamentos para a prevenção do uso de óculos. A ANF prima pela multidisciplinaridade. O farmacêutico deve estar ao lado do médico, do enfermeiro e de outros profissionais de saúde trabalhando em conjunto”. Na ocasião, foi lançado também o livro que conta os 80 anos da Academia.

Homenageados

A medalha comemorativa Mérito Ciências Farmacêuticas tem o objetivo de agraciar personalidades de vida científica brasileira e internacional, profissionais que atuam em entidades associativas e professores e diretores de instituições de ensino, bem como a autoridades, em reconhecimento às suas relevantes contribuições. Foram homenageadas 20 personalidades das Ciências Farmacêuticas brasileiras, distribuídos em quatro categorias: Membros de Entidades Associativas Farmacêuticas, Diretores e Professores de Instituição de Ensino, Pesquisadores e Autoridades. Após as homenagens, houve o lançamento do livro comemorativo “Academia de Ciências Farmacêuticas do Brasil 80 anos – História de Ideais e Conquistas”.

O presidente da ABCFARMA, Pedro Zidoi Sdoia, foi um dos convidados de honra do evento, juntamente com sua esposa, Maria Helena Zidoi. Membro Honorário Nacional da Academia, ele faz um pequeno histórico da entidade:

“Os farmacêuticos criaram em 1916 a Associação Brasileira de Farmacêuticos. Em 1924, surge o Conselho Científico da Associação Brasileira de Farmacêuticos e, a partir de 13 de agosto de 1937, ela se transforma em Academia Nacional de Farmácia. Em 16 de fevereiro de 2017, tendo na presidência o Acadêmico Lauro Domingos Moretto, a Academia passa a ser denominada de Academia Brasileira de Ciências Farmacêuticas, mantendo como subtítulo Academia Nacional de Farmácia, com sede no Rio de Janeiro e sub-sede em São Paulo”. Presidida por vários anos pelo acadêmico Caio Romero Cavalcante, que prestou relevantes serviços à frente da entidade, a ANF passou a ser comandada pelo professor Lauro Domingos Moretto, que dinamizou os trabalhos da Academia– que, durante sua gestão, ganhou expressão internacional.

Missa solene

No dia seguinte ao evento, os membros da Academia participaram de missa solene na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro de Moema. Após a missa, todos foram convidados para almoço festivo.

+ NOTÍCIAS