notícias
A arte profissional do atendente
08 ago '17

Foto: © Fotolia

O atendimento qualificado ao cliente é uma obrigação - quer da parte do empreendedor ou do prestador de serviços.

O cliente vai à sua empresa para receber informações ou efetuar uma compra – e pagará por ela. Ou seja, não está pedindo nenhum favor no ato da venda.

Tanto o proprietário como o funcionário precisam dispensar a ele um ato profissional - e de qualidade. Ao receber o cliente em sua loja, deve cumprimentá-lo com uma postura de alegria e se pôr à disposição para atendê-lo em todas as suas demandas.

O ato de atendimento deve ser acompanhado de três palavras mágicas: Respeito, Delicadeza e Competência.

As empresas de grande porte têm um departamento no qual candidatos ao emprego, antes de irem para o balcão atender clientes, passam por curso orientativo, aprimorando seus conhecimentos.

Nas farmácias pequenas, independentes, essa prática é aprimorada no dia a dia. Mas, para contratar um novo atendente, é preciso adotar alguns padrões de qualidade:

O candidato tem talento para a atividade?

Conhecm, ou se dispõe a aprender, as técnicas de atendimento aos clientes?

Conhece e se dispõe às normas da casa e ao horário de trabalho?

Tem interesse e disposição para executar o serviço e aproveitar oportunidades?

Veste-se e se apresenta como profissional do setor de saúde?

Tem liderança e objetivos de futuro?

Antes de mais nada, os funcionários de uma farmácia precisam se dar conta de que uma boa parte dos clientes são doentes e precisam de atenção carinhosa.

Repetindo: todo cliente tem o direito de ser bem atendido com Respeito, Delicadeza e Competência.

O cliente que encontrou no profissional de farmácia os três itens descritos acima com certeza retornará ao estabelecimento e vai procurar ser atendido pelo profissional que o serviu antes, de forma satisfatória.

Em qualquer ramo de atividade, se o cliente recebeu os dois primeiros itens, Respeito e Delicadeza, mas o atendente falhou na Competência, com certeza jamais voltará a esse estabelecimento. E, se voltar, não vai querer ser atendido pelo mesmo profissional que não demonstrou habilidade e conhecimentos plenos.

Muitas empresas, diante da queda no número de clientes, põem a culpa na crise. A situação política e econômica do nosso país é sem dúvida preocupante, apesar dos esforços de alguns ministérios, principalmente o da Economia, e o presidente Michel Temer promete obter e implantar as reformas necessárias - mas o desemprego ainda apresenta números inquietantes.

É preciso levar em conta que o segmento de medicamentos permanece acima dos números da crise. O ano de 2016 teve crescimento acima de dois dígitos e este ano o crescimento promete chegar próximo de 8% - o que representa um grande feito diante dos números gerais da economia.

Vamos trabalhar para inovar. De novo, se houver Respeito, Delicadeza e Competência, com certeza chegaremos ao sucesso.

Presidente
Pedro Zidoi Sdoia

+ NOTÍCIAS