notícias
A saúde de quem cuida da saúde!
03 nov '16

Foto: © pogonici

Como está a saúde de sua farmácia? Espero sinceramente que você saiba responder essa pergunta rapidamente, sem necessidade de pensar. Infelizmente, a maioria dos proprietários de farmácias no Brasil ainda faz uma gestão baseada em conceitos que foram válidos e suficientes no passado – mas que hoje já não dão conta de manter a saúde da empresa.

Essas empresas olham apenas para o caixa e, se do fluxo de entradas e saídas sobrar algum dinheiro, consideram que o negócio está dando lucro e que está tudo bem.

E nem sempre isso é verdade. Nem sempre é suficiente.

É óbvio que administrar olhando diariamente o fluxo de caixa é imprescindível e garante a você ter o controle das finanças da farmácia. Mas, repito: apenas isso não é suficiente.

Além de ter um fluxo de caixa positivo, é necessário ter um resultado operacional positivo.

O que estou querendo dizer? Respondo com uma pergunta. O que é melhor?

1 - Ter uma farmácia que tem R$ 150.000,00 de saldo positivo no caixa e dá um lucro líquido de R$ 5.000,00 por mês, ou

2 - Ter uma farmácia que tem R$ 5.000,00 de saldo positivo no caixa e dá um lucro líquido de R$ 150.000,00 por mês.

É uma pergunta fácil de responder?

Vamos lá:

A opção 2 é a melhor, já que é o lucro líquido que garante a sustentabilidade de sua empresa.

Garanta que sua farmácia seja rentável, com os investimentos nos produtos adequados aos seus clientes e à sua região. E, principalmente, capacitando pessoas para dar um atendimento de excelência e vendendo os produtos de maior lucratividade.

Rui, você está querendo dizer que não devo me preocupar com o fluxo de caixa?

Não. Estou dizendo que uma farmácia tem que ter RESULTADO OPERACIONAL, ou seja, que as VENDAS sejam suficientes para pagar os fornecedores, todos os custos e despesas necessárias para seu funcionamento e ainda sobrar dinheiro. DAR LUCRO.

E a única forma de ter essas informações é através do DRE, que é o Demonstrativo do Resultado do Exercício.

Se o sistema de gestão de sua farmácia não lhe dá essa informação, fale imediatamento com o seu contador sobre isso. Peça os resultados, peça explicação, exija que o sistema passe a fornecer essas informações.

É o lucro líquido que vai garantir investimentos em capacitação, novos produtos e serviços e a formação de um capital de giro confortável, ou seja, uma sobra de segurança que você deve manter para os meses com vendas mais fracas.

Tenho repetido, exaustivamente, que um dos diferenciais mais importantes das grandes redes é a sua forma de fazer a gestão do negócio.

E o crescimento das redes está muito acelerado. Então não tenho dúvidas ao afirmar:

As pequenas e médias redes e as farmácias independentes que não atualizarem sua forma de gerir não sobreviverão.

Mais informações sobre o tema: Whatsapp: 19 98237 3900 / e-mail: ruitelles@focomax.com.br

+ NOTÍCIAS