notícias
Automotivação dos seus colaboradores
02 jun '16

Imagem: © stokkete

O que torna as pessoas mais felizes e produtivas no trabalho? Dinheiro, benefícios, oportunidades de progresso, trabalho interessante ou algo completamente diferente? E se as pessoas possuem anseios diferentes? Como a empresa consegue manter todas elas estimuladas e automotivadas? São necessárias boas ideias e muita dedicação para estimular os colaborares a apresentar um bom desempenho e permanecer na empresa.

Dessa forma, todos sabem que, quando nos sentimos bem tanto física quanto emocionalmente, nos tornamos mais ativos e automotivados a fazer as tarefas diárias. No ambiente de trabalho, isso não é diferente. Se o funcionário não se sente reconhecido pelo que faz, respeitado pela empresa ou à vontade para expor suas sugestões, a tendência é que diminua a produtividade no trabalho e até falte no serviço com mais frequência. Da mesma forma, se um ótimo funcionário não vê a empresa investindo nele, provavelmente procurará outro emprego. E a empresa terá aumento na rotatividade de funcionários e gastos recorrentes com a necessidade de estar sempre treinando novas pessoas para a função.

Para que isso não ocorra, é essencial que a empresa pense em benefícios para os funcionários. Já se sabe que, com simples atitudes diárias e sem muito custo, é possível promover melhoras na qualidade de vida do colaborador, consequentemente aumentando sua produtividade.

Veja a seguir os tipos de benefícios que você pode implantar na sua empresa para garantir funcionários automotivados, satisfeitos e comprometidos com seu trabalho.

Benefícios gerais

Existem benefícios obrigatórios por lei e outros por convenção coletiva, como adicional noturno, entre outros. Com relação a estes, é importante que a empresa seja responsável, não esquecendo de acertar tudo com seu funcionário para que ele saiba que é respeitado.

Mas, mais do que isso, o diferencial mesmo está em oferecer benefícios diferenciados, que não são padrão em todas as empresas. Assim, você se destaca e faz o funcionário preferir trabalhar na sua organização e não em qualquer outra. Além disso, ele se sente privilegiado, o que o faz ter mais vontade de fazer um bom trabalho.

Exemplos de benefícios desse tipo são: planos de saúde, assistência odontológica, entrega de cestas básicas, entre outros em que o funcionário pode adquirir produtos com desconto.

Ambiente descontraído

Normalmente, o funcionário passa cerca de oito horas ou mais na empresa. Se o ambiente de trabalho não tem um clima bom, de amizade, companheirismo e bom humor, torna-se uma tortura ter que trabalhar diariamente. Por isso, investir num ambiente agradável é primordial se você quer manter os trabalhadores contentes e produtivos.

É claro que é preciso ter limite e respeito no ambiente profissional. No entanto, o quanto possível, permita brincadeiras, conversas saudáveis e descontraídas entre colegas.

Tudo isso são benefícios que tornam o ambiente profissional um local agradável, bom de se estar e, portanto, o funcionário trabalha melhor. Apenas saiba escolher o que cabe na rotina da empresa para que haja a auto motivação no ambiente de trabalho.

Em alguns casos, gestores precisam reavaliar metas, valores e comportamentos, principalmente quando a rotatividade começa a crescer dentro da empresa.

Suponhamos que o estímulo ao crescimento pessoal esteja gerando mais conflito do que melhorando a produtividade. Antes de concretizar as mudanças, porém, é necessário estudar com cautela se elas realmente vão melhorar o desempenho dos funcionários.

Invista em comunicação interna e confraternizações

A comunicação interna tem uma função de extrema importância para estimular os colaboradores no ambiente de trabalho e, consequentemente, para a redução da rotatividade de funcionários nas empresas. Manter um canal aberto de comunicação com sua equipe é essencial para que os funcionários se sintam à vontade para expor ideias e melhorias para o ambiente. Investindo nas ideias de seus funcionários, eles também investirão tempo e dedicação na sua empresa, sendo mais produtivos. Com isso, você conhece melhor as necessidades dos trabalhadores e pode pensar em outros benefícios que realmente os agradem. Para isso, utilize ferramentas como murais informativos, campanhas motivacionais, promoções, ações e eventos.

Você não precisa fazer grandes festas – o mais útil são comemorações pequenas e frequentes. Junte, por exemplo, a reunião mensal da equipe a uma confraternização mais descontraída com alguns salgadinhos e refrigerantes. Nessas comemorações, também se pode fazer uma votação para o funcionário do mês, e recompensá-lo pela dedicação com um benefício extra, como um jantar com a família entre outras alternativas.

Quando possível, faça confraternizações um pouco maiores, em algum local que também permita a participação das famílias dos funcionários. Isso estreita os laços de amizade entre colegas e torna o ambiente profissional mais familiar, contribuindo para o bem-estar dos funcionários no dia a dia.

Institua o plano de carreira aos seus profissionais

Independentemente do porte ou segmento de sua empresa, seu funcionário precisa enxergar um futuro em seu trabalho – possibilidade de reconhecimento e desenvolvimento de carreira, mesmo em atividades estritamente operacionais. Um jeito simples de resolver isso é promover planos de carreira. Em caso de atividades com poucas possibilidades de crescimento vertical, invista no crescimento horizontal, como a definição de níveis para o mesmo cargo. Para isso, você pode oferecer uma variação salarial, por exemplo, conforme aprendizado adquirido, cursos realizados, comportamento e outras diretrizes que avaliem o comprometimento para coma empresa por estes colaboradores. De um jeito simples, mas eficaz, você conquista a confiança e o empenho dos seus funcionários, além de evitar que eles abandonem sua empresa por qualquer mínima proposta salarial melhor.

Ajude os funcionários a executar um bom trabalho

Esteja atento às necessidades das pessoas: providencie novos equipamentos quando estiverem ultrapassados, proteja funcionários de críticas infundadas, desnecessárias ou ataques de outros departamentos e procure balancear a relação trabalho e descanso. Dar um passo à frente quando o funcionário precisa de ajuda, além de ser uma forma de liderar pelo exemplo, é uma maneira de envolver e gerar engajamento.

Seja participativo e convide o funcionário a se envolver mais com a empresa. Converse a respeito de plano de carreira, benefícios e vantagens que os funcionários gostariam de ter para traçar metas de encontro a seus desejos. Isso pode aumentar o contentamento do trabalhador com o emprego.

Estimule a capacitação

Estimule sempre que todos os colaboradores procurem agregar novos conhecimentos, ofereça oportunidades de capacitação e treinamento para todos na empresa a fim de demonstrar como a empresa se preocupa com a evolução do grupo e tem planos de carreira para todos.

Dê feedbacks aos funcionários

Agende conversas a intervalos regulares e dê feedback sobre os resultados dos trabalhos. Não tenha medo de elogiar e dar créditos – afinal de contas, todos gostam que seus esforços sejam reconhecidos. Tome cuidado somente para não oferecer tratamento diferenciado para um membro da equipe. Os demais podem se sentir desvalorizados e desmotivados.

É importante dar liberdade aos funcionários para que exponham focos de descontentamento dentro da empresa. Sempre que uma situação surgir, converse e seja franco em relação aos problemas. Deixe bem claro o tipo de conduta que a empresa espera de cada colaborador.

+ NOTÍCIAS