notícias
Dia do Farmacêutico - As 20 qualidades essenciais
04 jan '18

Foto: © Kadmy - Fotolia.com

No mês em que se celebra o Dia do Farmacêutico (20/01), nossa consultora em assuntos sanitários analisa o papel fundamental desse profissional no mercado e as perspectivas para este ano. E enumera as virtudes exigidas de um farmacêutico no atual cenário nacional.

Antigamente, a formação acadêmica dos farmacêuticos era restrita às universidades federais. E, nessa época, as áreas de atuação dos farmacêuticos eram basicamente nas indústrias, laboratórios de análises clínicas e na área hospitalar. A revolução industrial e a produção de medicamentos em escala fizeram com que os “boticários” perdessem a sua essência. Devido à fragilidade da legislação referente ao comércio dos medicamentos, a responsabilidade técnica em farmácias e drogarias não tinha horários delimitados e, durante muito tempo, faltava farmacêutico para atuar na área do varejo, criando-se o termo “assinacêuticos” – baseado no fato de que o farmacêutico era o profissional que ia uma vez por mês ao estabelecimento para assinar o livro de lançamentos de receitas. E, para exercer essa atividade, não era preciso capacitação – apenas formação no curso de Farmácia.

Tudo mudou. Atualmente, com a quantidade de universidades que oferecem o curso de Farmácia, há uma grande disponibilidade de profissionais no mercado – e, proporcionalmente, existem hoje várias áreas de atuação, mas que requerem especialização e/ou experiência.

Passaram-se anos e para trabalhar no varejo ainda não é solicitada qualificação. A única exigência é que o profissional seja regularmente inscrito no Conselho de Farmácia e tenha horário disponível para assumir a responsabilidade técnica ou ter disponibilidade para ser “sócio” da empresa.

Assim como em qualquer outra profissão, o crescimento profissional dentro de uma empresa está relacionado à produtividade e ao aprimoramento dos conhecimentos, mas infelizmente poucas são as empresas que têm interesse e recursos para investir na capacitação de sua equipe. Cabe aos farmacêuticos ultrapassar essas barreiras e buscar as ferramentas que possam qualificá-lo para assumir novas funções dentro da empresa – e dar mostras de que também estão aptos a ser em incluídos no plano de carreira.

Em comemoração ao nosso dia, deixo aos amigos farmacêuticos 20 habilidades essenciais para o desenvolvimento e crescimento profissional no varejo

1 Capacitação
2 Autoconhecimento
3 Automotivação
4 Autoconfiança
5 Perseverança
6 Flexibilidade
7 Pontualidade
8 Assiduidade
9 Organização
10 Responsabilidade
11 Conhecer todo o funcionamento da farmácia, da abertura ao fechamento
12 Interagir com a equipe
13 Saber ouvir
14 Ser comunicativo
15 Ter cordialidade com os pacientes/clientes
16 Treinar sua equipe
17 Administrar conflitos
18 Cumprir prazos
19 Liderar
20 Ter visão de negócios.

Essas 20 habilidades estão ligadas às emoções e às motivações pessoais que impulsionam o profissional a fazer o que gosta e evitar as rotinas de trabalho, ultrapassar as barreiras dos conhecimentos técnicos, inovar e desbravar novos caminhos, estabelecer objetivos e criar metas para alcançar o sucesso pessoal e profissional.

Pessoas hábeis em analisar dados e o ambiente tomam decisões que agregam valor ao seu trabalho.

Respeite-se e faça-se respeitar. Seja farmacêutico, seja gestor das suas emoções e de sua própria vida.

+ NOTÍCIAS