notícias
Felicidade Interna Bruta
04 jul '17

Foto: © sepy

Que vivemos momentos de transformações em todo o mundo, não há dúvida. Vejamos: mudanças drásticas no comportamento das pessoas, países fazendo apostas arriscadas em novos e diferentes líderes governamentais, a economia mundial em constante ebulição.

A grande potência mundial das últimas décadas, que foi responsável por quase tudo de bom e de mau que aconteceu no mundo durante tanto tempo, tem a sua hegemonia ameaçada, por um país distante, do outro lado do mundo – que vem chegando, comendo pelas beiradas, como se diz aqui na minha terra. E, para provar que tudo pode mudar. A China, um pais tido como “comunista”, e que obviamente o é apenas na rigidez de seus controles internos, e não em sua politica econômica, que é voltada essencialmente para a produção, aproveita-se de sua enorme população para se transformar na fábrica do mundo.

Então, não é só o Brasil e os brasileiros que vivem tempos de profundas mudanças. Sim, é evidente que, por razões históricas, nossas dificuldades são enormes, nossos problemas políticos afetam de maneira quase desesperadora a vida das pessoas e a gestão das empresas, atoladas em burocracias e trabalhando quase metade do ano apenas para pagar impostos.

Ser empresário no Brasil é ser, antes de tudo, um obstinado.

Mas ainda vejo que, infelizmente, uma grande parcela dos empresários e líderes brasileiros, em especial do varejo farmacêutico, onde atuo há mais de quatro décadas, não percebeu que a diferença está nas pessoas. É óbvio que devemos guardar todas as devidas proporções na comparação que farei agora, mas acabo de ler um artigo do Infomoney sobre os escritórios da empresa de tecnologia Google. A reportagem aborda o cuidado que a empresa tem com as pessoas que nela trabalham, criando um ambiente onde todos se sentem felizes, estimulados, podendo, inclusive, determinar o seu próprio horário, desde que cumpram as tarefas que são de sua responsabilidade.

Já existem inúmeras empresas no mundo, e até mesmo no Brasil, que observam e medem a FIB – Felicidade Interna Bruta. Essas empresas sabem que uma equipe que trabalha feliz realiza mais, com mais qualidade e gastando menos.

Continuo convidando a todas para essa reflexão. Cada empresa, de acordo com sua realidade e possiblidade, criar situações que transformem o ambiente de trabalho num ambiente agradável e de trabalho prazeroso.

Acreditem, os resultados serão surpreendentes.

CONTINUEM APOSTANDO NAS PESSOAS. SEMPRE!

Por: Rui de Sá Telles, consultor especialista em varejo farmacêutico.
Mais informações sobre o tema: Whatsapp: 19 98237 3900 / e-mail: ruitelles@focomax.com.br

+ NOTÍCIAS