notícias
O poder do elogio no desempenho da equipe
06 jul '18

Foto: © opolja

Ao pesquisar o material para escrever meu livro “Liderança para todos”, verifiquei que os líderes elogiam muito pouco suas equipes. Mas reconhecer o esforço e a dedicação de um funcionário pode motivá-lo a se empenhar mais em suas atividades e a melhorar sua autoestima.

Todo bom líder sabe da importância que é elogiar o trabalho de um colaborador, isso não é novidade. É bom, satisfaz o ego e potencializa forças. Quem não gosta de ser elogiado por um trabalho bem realizado? A questão é a seguinte: se é tão importante e todo mundo sabe que é bom, por que ainda é tão difícil para muitos fazerem isso na prática?

As lideranças precisam criar o hábito de elogiar. O elogio estabelece uma relação de reciprocidade na equipe; faz com que o elogiado se sinta bem e ache que está no caminho certo, passando a produzir resultados cada vez melhores. O elogio não se associa somente a um processo de feedback, onde são discutidos os pontos fortes e os fracos do colaborador. Muitas vezes as pessoas têm a necessidade apenas de ouvir que fizeram um bom trabalho – não desejam saber onde precisam melhorar.

Há gestores que, por nunca terem recebido um elogio, não conseguem parabenizar uma pessoa, pois não foram orientados para isso. Para eles, qualquer trabalho é digno de comentário ou crítica e não de reconhecimento. Há outros que até foram orientados, mas que não elogiam, porque têm medo de dar visibilidade a outros e eles apresentarem algum tipo de ameaça.

E há ainda os que justificam sua atitude por falta de tempo...

Tenho visto muitos criticando mais do que o elogiando. Convivemos com isso desde a infância, somos induzidos pela sociedade a criticar. O escritor Augusto Cury costuma dizer: “Há pessoas que são rápidas em criticar e lentas em elogiar”. Não temos a cultura do elogio. Toda vez que nos é solicitado descrever, em pouco tempo, três características positivas de pessoas que trabalham com você, há dificuldade em fazê-lo; já se o pedido for o contrário, provavelmente haverá muito mais facilidade de criricar.

Quando uma pessoa recebe um elogio sincero pelo que faz, é como se os hormônios reconhecessem tais comandos imediatamente – e começam a agir positivamente, elevando a autoestima, transformando o elogiado em um sujeito mais seguro, ousado e assertivo. Todo esse processo se resume a reconhecimento e valorização da pessoa, e não tem custo algum para a empresa, muito menos para quem o pratica.

Por que isso acontece? Porque nessa atitude está muito mais do que a imagem, estão os sentimentos, os valores e crenças. Quando investimos nossos sentimentos e nossa paixão em nosso trabalho, esperamos esse reconhecimento.

Cabe observar ainda que não é só a pessoa que recebe o elogio que fica gratificada – quem o pratica também. Pois, ser grato e reconhecer outra pessoa também faz bem para quem lidera. Ambos obtêm resultados positivos e se motivam a produzir mais.

Tudo isso é óbvio. No entanto, apesar de tão claro, muitas organizações investem alto em treinamentos motivacionais para, no final, enxergar o óbvio: é preciso elogiar!

Como implementar o hábito de elogiar no dia a dia de trabalho? Um elogio não deve ser dado sem critério. A importância de elogiar está em reconhecer uma atitude relacionada a uma ação concreta ou comportamento observável. Elogios não são adjetivos aplicados às pessoas, mas, sim, a ações que ampliam a motivação. É uma forma de incentivar a manutenção ou o crescimento de aspectos positivos do indivíduo. É preciso deixar claro qual resultado obtido rendeu o elogio, para que as atitudes valorizadas sejam reconhecidas e absorvidas. Essa ação reforça o senso de pertencer à equipe, por isso deve ser percebida e compartilhada como algo bom para o todo.

Para elogiar alguém da equipe é fácil: um bilhetinho, um gesto de OK, um “tapinha nas costas” resolvem. Não precisa de nenhuma ferramenta especial, além da boa vontade.

Lembre-se de que, ao reconhecer um mérito, o líder não deve criar expectativas relacionadas a aumento de salário ou outro tipo de recompensa monetária.

As pessoas gostam e merecem ser elogiadas e valorizadas pelo que entregam e por isso eu pergunto: VOCÊ JÁ ELOGIOU ALGUÉM HOJE??

+ NOTÍCIAS