notícias
Vamos inovar?
03 fev '18

Foto: © Fotolia

Muitos empreendedores estão preocupados com a abertura de filiais das grandes redes nas proximidades de suas farmácias ou drogarias. O fenômeno se intensificou nos últimos meses. Essa concorrência, do ponto de vista do mercado, é preocupante - mas a lei em vigor em nosso país garante o direito à livre concorrência.

Sabemos que, pela quantidade de lojas, às vezes perto de mil, as grandes redes obtêm condições comerciais, em suas negociações com os fabricantes, muito melhores que quem detém um único ponto comercial. Mas os pequenos, que continuam sendo maioria no varejo farmacêutico, ainda têm possibilidade de sucesso.

Podem cativar o cliente com atendimento personalizado, serviços de aplicações de injetáveis, pequenos curativos, colocação de brincos e um tipo de contato que se aproxima de uma relação de amizade.

Isso é um aspecto. Outro é que muitos empreendedores de pequenos negócios limitam-se a esse tipo de gestão familiar, sem participar de encontros, seminários, palestras, feiras etc. Esses eventos são fundamentais para a escalada desses profissionais rumo ao sucesso. Uma falha grave é o isolamento.

Devemos sempre procurar inovações, participar de grupos de associativismo e conversar constantemente com empreendedores cujos negócios vão indo bem, a fim de modernizar nossos conhecimentos.

Estamos numa época em que até as crianças buscam informações pelo celular. Obter novos clientes também passa por aí. Vivemos uma era em que as vendas não são realizadas somente no balcão do nosso estabelecimento.

Muitas pessoas preferem fazer suas compras por meio virtual.

É uma modalidade em franco e permanente crescimento - e quem já a pôs em prática colhe agora resultados positivos.

Em resumo, não lamente – porque o passado não volta.

É preciso acreditar e inovar.

Pedro Zidoi Sdoia - Presidente

+ NOTÍCIAS