Palavra do Presidente

Farmácia: Um dos 75 locais que o Farmacêutico Pode Trabalhar

Durante a fase primitiva da humanidade, já existiam pessoas que usavam seus conhecimentos e preparavam remédios extraídos de plantas, minerais ou de animais e ministravam em conjunto com benzimentos nos doentes.

Durante vários séculos, a farmácia e a medicina foram exercidas por um único profissional.

Foram vários os períodos até chegarmos ao tempo atual.

Período Religioso,
Período Árabe,
Período Experimental e
Período Científico, a partir do século XIX.

Foi nesse período que a farmácia desvinculou-se definitivamente da medicina, dando origem a duas profissões: Farmacêuticos e Médicos. E a França passou a formar os primeiros profissionais de saúde em 1425, denominados:

- Médico

- Cirurgião

- Boticário

A empresa onde se desenvolvia a preparação de remédios, com o nome de Botica, com o passar do tempo passou a ser denominada de Farmácia.

A farmácia exerceu em todos os tempos importante função social.

No passado, as farmácias do nosso país eram um centro de encontro de intelectuais: ali se discutiam saúde, administração pública e política.

Dizer que a Lei 13021/2014 tornou as farmácias e drogarias estabelecimentos de saúde é desconhecer a história e os reais serviços prestados ao longo do tempo para muitos doentes, independentemente de sua situação econômica.

Ter em mente um ideal e desenvolver uma ação na defesa desse ideal é a prioridade de quem tem uma vida dedicada à saúde. Boa parte da população, pela deficiência do serviço público, dirige-se às farmácias e drogarias para minorar suas dores e restabelecer a saúde.

Pedro Zidoi Sdoia